Páginas





Nada a declarar também sobre sábado, mas invés de ligar a metralhadora giratória, vou fazer meu papel e demonstrar meu apoio ao time com as belíssimas palavras do Blog Opinião Verde, do palmeirense Mário:

___________________________________________


10 motivos pelos quais o Palmeiras será campeão



Depois do baque que levamos no último jogo, tanto pelo resultado quanto pela falta de futebol, nossos erros e fraquezas ficaram expostos a todos.

É normal o tom apocalíptico adotado pela imprensinha. O duro é ver palmeirenses entregando os pontos a esta altura do campeonato e do ano. Poucos se deram conta, no entanto, de que jogamos sem 4 jogadores importantes, 2 dos quais considero fazerem parte da nossa espinha dorsal.

Abaixo, listo 10 motivos que explicam ao palmeirense desanimado porque seremos campeões do Brasileirão 2008.



Motivo 1: O Gaymiover

Dos 5 primeiros colocados, o Grêmio é o time mais fraco tecnicamente. Tem jogadores ditos refugos, como Paulo Sérgio, Tcheco e Souza, sendo os dois últimos as "esperanças de criatividade" do time gaúcho.

Além disso, seu técnico é nada mais, nada menos, do que o senhor Celso Roth, que quando passou por aqui ganhou o carinhoso apelido de Burroth, por suas escolhas no mínimo questionáveis e seu estilo covarde na hora de decidir.

Apesar de ter 4 pontos a mais que nós momentaneamente, é o único dos concorrentes que tem 4 jogos fora de casa (sendo 2 em rodadas seguidas), das 7 partidas que faltam.

Para finalizar, eles ainda terão que nos fazer uma visitinha no Palestra Itália.



Motivo 2: O S.P.F.W.

A imprensinha insiste no discurso de que o "São Paulo é um time de chegada". E muita gente compra a idéia, sem nem pensar ou questionar sobre.

Nos últimos anos, o São Paulo colecionou uma série de pipocadas justamente na hora de decidir, mas parece que a memória de muita gente é curta. Para refrescar a memória dos esquecidos, segue uma breve lista de derrotas bambis na "hora da chegada".

* Eliminado da Libertadores pelo Fluminense (2008)
* Eliminado do Paulista pelo Palmeiras (2008)
* Eliminado da Libertadores pelo Grêmio (2007)
* Eliminado do Paulista pelo poderoso São Caetano (2007)
* Eliminado da Libertadores pelo Inter (2006)
* Eliminado da Libertadores pelo poderoso Once Caldas (2004)

A prova mais recente de que essa força bambi, entoada pela mídia diariamente como um mantra não passa de história da carochinha, é que na hora de DECIDIR, quando teve uma vitória garantida contra nós (vantagem de 2 x 0 até os 30" do segundo tempo), abriu as pernas, não agüentou nossa força e cedeu o empate.

Além do mais, o time atual do São Paulo é o mais fraco tecnicamente dos últimos anos, e é inferior tecnicamente a Palmeiras, Cruzeiro e Flamengo.

Falam tanto dos nossos resultados "decepcionantes", mas os bambis somam vários destes resultados, aliás muito parecidos com alguns dos nossos mais criticados. Perderam de 3 para o Fluminense no Rio, empataram em casa com Ipatinga e Coritiba, não conseguiu ganhar do Figueirense em Florianópolis, perdeu para o Náutico fora, e por aí vai.

Para os mais supersticiosos, mais um alento. Historicamente, o Palmeiras sempre foi campeão evitando que o SPFW fosse tricampeão de algum campeonato.



Motivo 3: O Cruzeiro

Pessoalmente, considero o Cruzeiro como o time mais próximo tecnicamente ao Palmeiras.

Poderia ser o nosso concorrente mais perigoso, se tivesse demonstrado ao longo do campeonato, em momentos-chave, que está com sede desse título.

Mas as derrotas que teve nos confrontos diretos em casa (inclusive contra o nosso time desfigurado) deixam o Cruzeiro com aspecto frágil, de quem não tem bala na agulha pra decidir na reta final.



Motivo 4: O Flamenguinho Pocotó

O Menguinho Pocotó em muito me lembra o Palmeiras de 2007. E, não à toa, tem o mesmo técnico que tínhamos no ano passado.

O estagiário Caio Millhouse Potter Júnior ainda está cru. Seu discurso nada ambicioso, sempre colocando a Libertadores como possibilidade de recompensa, acaba enfiando na cabeça de seus jogadores de que a Libertadores é a meta, e o título seria o bônus. Com essa mentalidade, time nenhum chegará ao título esse ano.

Além disso, o Flamengo refugou feio em vários momentos ao longo do campeonato (série de derrotas que os fez perder a liderança e a derrota acachapante em casa contra o Atlético-MG).

O Flamengo é 8 ou 80. E como o Caio Jr se contenta com 40, isso deixa os mulambos mais próximos do 8 do que do 80. Um tropeço contra o Cruzeiro (jogo que será em Minas Gerais) ou contra nós (jogo no Rio), e é capaz do Morro do Boréu inteiro descer pra soltar umas bombas e sitiar a Gávea.



Motivo 5: O Palmeiras 2008

Palmeirenses desesperados, ou contaminados pelos discursos manjados da imprensinha ("São Paulo é time de chegada", "fantasma do Palestra", "tabu de títulos", etc.), e a própria imprensa em vários momentos decretaram o fracasso do Palmeiras ao longo de 2008.

O nosso mundo acabou várias vezes esse ano. No Paulista, repetidamente, especialmente nas derrota de 3 x 0 para o Guaratinguetá e para os bambis, no 1º jogo da semifinal. No Brasileiro, as derrotas apocalípticas foram contra o Sport, em casa, e contra o Fluminense no Rio, ambas por 3 x 0.

A frase mais dita por derrotistas: "Time que quer ser campeão, não pode...". Time que quer ser campeão não pode perder para o Guaratinguetá por 3 x 0. Time que quer ser campeão não pode perder para o Sport em casa por 3 x 0. E assim vai, só mudando a variável do resultado.

O fato é que fomos campeões do Paulista, mesmo com os 3 x 0 para o Guaratinguetá. Aliás, digo mais: foi a partir das dúvidas e questionamentos que se plantaram a respeito da capacidade do elenco que os jogadores mostraram sua força.

As nossas maiores derrotas e decepções com o Palmeiras em 2008 foram justamente nos momentos em que nosso time estava sentado no altar da auto-confiança, beirando o salto-alto.

E o Palmeiras 2008, quando questionado, pressionado, duvidado, respondeu à altura das nossas tradições.



Motivo 6: O Palmeiras na História

Quantas vezes, ao longo da nossa gloriosa História, não vimos o Palmeiras ser surpreendido em casa por times pequenos? Inter de Limeira, Ceará, Asa de Arapiraca, Ipatinga, etc.

E quantas páginas de glórias, desta mesma História, não escrevemos em batalhas memoráveis derrubando outros times grandes?

Já é mais do que acaso, superstição ou tradição. É um perfil. O Palmeiras responde quando cutucado. Mostra seu tamanho quando o embate é parelho, quando pega algum time de porte parecido com o seu.

E dos jogos que nos restam, o único time que pode ser classificado como pequeno é o Ipatinga.



Motivo 7: Os pontos necessários para o título

O Campeonato Brasileiro atual é o mais disputado da era dos pontos corridos. Em nenhuma outra edição, houve 5 equipes disputando diretamente o título até esta altura do campeonato.

Isto tem um reflexo direto nos números. Por ser tão equilibrado, o aproveitamento do 1º colocado é mais baixo do que foi nos anos anteriores: 63%. Projetando este aproveitamento para o final do campeonato, chegamos ao número mágico de 72 pontos para sermos Campeões Brasileiros.

Para chegar lá, precisamos de 17 pontos em 7 jogos. Nenhuma façanha de 7 vitórias em 7 jogos é necessária. Precisamos de 5 vitórias e 2 empates, ou de 6 vitórias (com 1 derrota como margem de cagada).

Convenhamos, nada impossível para o time que almejar ser o Campeão Brasileiro de 2008.



Motivo 8: Confrontos diretos

Este tem muito a ver com o 6º motivo citado anteriormente. Dos 7 jogos restantes, temos 2 confrontos diretos, sendo um jogo em casa e outro fora.

Temos em nossas mãos a chance do título. Está a nosso alcance a taça, e só depende de nós irmos buscá-la.

O mais positivo aqui é que, outra vez, não precisamos de façanhas. Precisamos simplesmente demonstrar se merecemos o título ou não.

Vencer o Grêmio em casa, justamente nas condições que o Palmeiras sabe se impor, num confronto de gigantes decidindo um título, pode ser difícil mas é um resultado absolutamente palpável e natural. Empatar com o Flamengo fora de casa (considerando que temos margem para 2 empates e 5 vitórias), da mesma maneira.



Motivo 9: Nosso diferencial tem nome

Temos um diferencial que fica no banco de reservas. Não, não é o Jorge Preá, nem o Denílson.

Podem falar o que quiser, mas mesmo os desafetos do Luxemburgo não questionam a sua capacidade profissional.

Ele tem uma trajetória vitoriosa no futebol, que se demonstrou especialmente mais estável e confiável nos campeonatos disputados por pontos corridos.

Mesmo assim, já escreveu no Palmeiras capítulos de títulos e vitórias em campeonatos disputados com fases em mata-mata. Quem não se lembra das finalíssimas contra nossos fregueses fiéis, no Paulista e no Rio-SP de 1993, além do Brasileiro de 1994? Ou mesmo do título Brasileiro de 1993 (também decidido com jogos mata-mata)? Ou mais recentemente, do Paulista de 2008?

É difícil dizer a especialidade do Luxemburgo. Prefiro reconhecer sua competência em saber levar um time ao título e ser campeão.



Motivo 10: Jogos que marcam uma campanha

Ao contrário de outros times, o Palmeiras não tem costume de ser campeão com títulos que caem no seu colo. Talvez, exatamente por isso, temos uma História tão gloriosa.

E não há como fugir do óbvio aqui: especialmente neste Brasileiro, será campeão o time que merecer o título. (Exceto no caso esdrúxulo de algum erro de arbitragem ou pilantragem que decida o campeonato.)

Está tudo tão equilibrado que, quem vacilar na hora do "vamo vê", não terá merecido ser campeão.

Temos toda a certeza que nossos 4 concorrentes não nos darão o título de bandeja. Que se o quisermos, teremos que ir buscar. Portanto, se quisermos ser Campeões Brasileiros de 2008, teremos que escrever mais uma página de glória para ser lida e relida no futuro.

Quando tomamos porrada no Paulista, nos momentos de decisão, tivemos uma trajetória especial, com jogos marcantes. Negativamente, o jogo que marcou a mudança foi a já citada derrota para o Guaratinguetá. E pelo lado positivo, a nossa grande vitória foi contra os bambis na segunda partida semifinal.

Neste Brasileiro, tivemos a explêndida recuperação de um 2 x 0 para 2 x 2, novamente contra o SPFW; tivemos também a vitória apertada (e merecida) contra o Cruzeiro em MG, com nosso time desfigurado. Mas mesmo assim, não creio que estes serão os jogos que ficarão para a História.

Se quisermos ser campeões, o jogo contra o Fluminense deve ser o ponto de partida para o sprint rumo ao título. Deve ser o que foi o jogo contra o Guaratinguetá no Paulista.

Se quisermos ser campeões, temos 7 páginas em branco para escrever jogos memoráveis. Contra Grêmio e Flamengo, podem ser épicos. Podem ser os jogos que nos farão merecedores do título.

Receita para esquecer o sábado





Vou evitar soltar os cachorras para cima de uns e outros, portanto, aqui vai minha colaboração para levantar o ânimo dos jogadores:

___________________________________________________


Bolo Preto de Cachaça


Ingredientes:


1 1/2 xícara de açucar
2 colherinhas de café de canela em pó
6 xícaras de farinha de trigo
2 colheres de chá de bicarbonato
1 1/2 xícara de cachaça de ótima qualidade (importante)
2 xícaras de chá de calda queimada
1 1/2 xícara de chá de Banha vegetal derretida
Leite : o quanto baste.
Uva passa hidratada e passada na farinha de trigo e frutas cristalizadas (opcional mas eu acho fundamental)


Modo de fazer:



1. Misturar todos os ingredientes secos numa bacia, e misturar a cachaça aos poucos.

2. Juntar a calda queimada e a banha derretida e mexer devagar ( impossível mexer depressa, fica pesadíssimo!)

3. Depois de misturar o melhor que conseguir , vá juntando leite até conseguir uma consistência pastosa. Juntar as uva passa e as frutas cristalizadas, despejar na forma e assar em forno médio para quente até que cresça e fique dourado escuro. Faça o teste do palito antes de retirar.



Salpique com açucar de confeiteiro e sirva!

Responsabilidade






Esse texto eu tinha feito a um tempão atrás, ainda quando mantia outro blog , o dito particular. Ele retrata um desabafo sobre a palavra Responsabilidade e seus significados.
Passo por uma dificuldade pessoal a quase um mês. Por inteira responsabilidade minha. Mas vou além do campo pessoal e vou estender para a esfera do futebol.


Responsabilidade

Temos a consciência de que somos parte ínfima de uma engrenagem maior que dita as regras do como, onde, por quê?, quanto, quando... Nem sempre a dimensão disso se faz presente em nossas andanças, ou por falta de uma instrução emitida outrora, ou pela ignorância que se faz presente nos tempos atuais. Responsabilidade: substantivo feminino no calor das desventuras modernas, palavra ausente em nosso dicionário político, polissílaba que nos regra na navalha do certo e errado. Limite das desgraças e prazeres auferido pela luta. Até onde pesa? Me pego a pensar que nada disso existe, que nada disso se faz vivo e intenso, que é parte do desencadeamento de nossas vidas. Mas é errado, é profano, é mentiroso é preocupante, ao mesmo tempo quando se tem em tão poucas mãos tanto poder, medos, e esperanças.

Machuco os olhos de tanto esfregar esperando que tais esforços não sejam em vãos, mas e se forem?


A quem devo recorrer? A quem se recorre quando despejamos a responsabilidade em alguém em quem não corresponde?


Palmeiras quer assumir quais responsabilidades?

Ainda muito puto







Esperando passar a raiva para postar do jogo de ontem.

Se é que vai haver post...

STJD ou SPFC






Não sou muito de postar inteiramente um texto de alguém desde que não mereça uma grande menção. Mas, prefiro lê-lo, tirar o que realmente importa e deixar um link.

Porém, desse vez o excelente texto da Cris Lacerda me fez rever isso. Ele foi postado na comunidade do Palmeiras no Orkut e merece uma grande divulgação para todos que por algum motivo não acessa a comunidade (isso existe?).

Enfim, deixando de lenga lenga segue abaixo o belíssimo trabalho de pesquisa da Cris. Ela retirou os dados do site da Justiça Desportiva onde estão as ações envolvendo atletas de cada um desses times ao longo do Brasileirão.




PALMEIRAS x GRÊMIO: De Maio a Setembro no STJD


O STJD vem "sacaneando o campeonato" desde maio, conforme o Palmeiras vem bradando desde o início, ao longo de seus 11 indiciamentos de atletas até a atualização de setembro, enquanto via velhos rivais sequer serem levados ao STJD por diversas ações semelhantes, muitas vezes na mesma rodada.

O Grêmio só havia sofrido 3 indiciamentos de maio a setembro, com uma absolvição entre eles... veio ter suas primeiras dores de cabeça e revoltas contra o tribunal agora, no mês de outubro, 5 meses após o início do campeonato.

O julgamento da última semana foi mais um dos desmandos do STJD, com punições altamente severas e desproporcionais ao grêmio - e não podemos deixar de mencionar, de maneira tão gritante ao Botafogo. Mas daí a dizer que o beneficiado é o Palmeiras, conforme quase todo gremista automaticamente acusa agora, são outros quinhentos... sobretudo contra o time que desde o campeonato paulista vem batendo na tecla contra a justiça desportiva, e foi alvo do STJD desde o primeiro mês de Brasileirão.

Enquanto o Grêmio volta os olhos pro Palmeiras, "times realmente beneficiados" correm por fora dos casos, sem chamar a atenção como queriam... e muitos outros casos inexplicáveis continuam sem ser cobrados: justamente "agora", voltam à abertura do caso do gás contra o Palmeiras, como se a punição que sofreu sem ter a culpa, conforme o laudo do instituto de criminalística que apontou que veio de dentro, fosse pouco. Tem jogadores que voltaram a ser julgados por episódios em que já passaram pelo tribunal e foram absolvidos (afinal, como punir sem chamar a atenção para os outros dois atletas de velhos rivais que na mesma semana cometeram ato semelhante e sequer foram levados ao triunal?). Tem outro jogador indiciado por ato em que a própria suposta "vítima" declarou não haver a intenção e que servirá de testemunha de defesa se for preciso.

E o grêmio, que passou o campeonato inteiro sem o sofrer o rigor do STJD, "agora" é simplesmente fatiado em juízo pelo tribunal. Enquanto o benefiado apenas ri de tudo isso.

Até a última atualização, do início do campeonato até o final de setembro, esse é o resumo das ações envolvendo o Palmeiras e o Grêmio no STJD, onde o Grêmio acusa o Palmeiras por ser o "grande beneficiado" do Supremo Tribunal no ano de 2008.

O Palmeiras sofre com as ações e perseguições do STJD desde maio. Já o Grêmio, havia passado quase ileso aos olhos do Tribunal durante o mesmo período. Agora, o Grêmio sofreu, sim, um grande prejuízo do STJD - severo demais até aos olhos palmeirenses, mas jamais poderia acusar o Palmeiras de "benefício", como veremos a seguir.

Para citar um exemplo de disparidades entre "olhos brandos ao Grêmio" e "olhos caçadores ao Palmeiras" até chegar o mês de outubro, basta fazer o comparativo entre os seus jogadores mais violentos - Kléber e Leo - que possuem até agora a mesma quantidade de cartões vermelhos, sendo Leo detentor da condição de "jogador com maior número de faltas" em grande parte do campeonato.

Kléber foi "arroz de festa" no Tribunal e ao contrário do que alegam os gremistas, sim, Kléber já foi punido pelo STJD. Ao total, entre as suspensões disciplinares, Kléber já ficou quase 1/4 do atual campeonato de fora dos gramados. Sim, foi absolvido em alguns dos episódios por falta de provas de vídeo, mas até em absolvição recebida por essa condição, foi julgado novamente e recebeu a punição.

Já Leo, com a mesma quantidade de cartões vermelhos e inúmeras faltas, muitas delas duras e que haviam sido julgadas em episódios semelhantes com outros times, havia sido indiciado pelo Tribunal apenas duas vezes, ao longo de todos os 5 meses de Campeonato Brasileiro. Foi absolvido em ambas. Repito: Foi ao banco dos réus em apenas dois episódios e foi absolvido em todos eles.

Seguem todas as ações durante o Campeonato Brasileiro, envolvendo os atletas de ambos, de maio a setembro:


PALMEIRAS

1- Jogo: Coritiba FC (PR) X SE Palmeiras (SP)
RESULTADO: Suspender por 03 partidas Diego de Souza Andrade, Art. 255.

2- Jogo: S.E. Palmeiras (SP) x C.A. Paranaense (PR)
RESULTADO: Suspender por 01 partida Kleber Giacomace de Souza Freitas, Art. 250.

3- Jogo: Goiás E.C. (GO) x S.E. Palmeiras (SP)
RESULTADO: Suspender por 02 partidas Denílson de Oliveira, Art. 251.

4- Jogo: Goiás E.C. (GO) x S.E. Palmeiras (SP)
RESULTADO: Absolver Kleber Giacomace de Souza Freitas, Art. 253.

5- Jogo: Goiás E.C. (GO) x S.E. Palmeiras (SP)
RECURSO VOLUNTÁRIO: Suspender por 01 partida Kleber Giacomace de Souza Freitas, Art. 253.

6- Jogo: SE Palmeiras (SP) X Coritiba FC (PR)
RESULTADO: Absolver Antônio Fábio Francêz Cavalcanti, Art. 250.

7- Jogo: SC do Recife (PE) X SE Palmeiras (SP)
RESULTADO: Absolver Denílson de Oliveira, Art. 254.

8- Jogo: SE Palmeiras (SP) X CN Capibaribe (PE)
RESULTADO: Absolver Kleber Giacomace de Souza Freitas, Art. 251.

9- Jogo: SE Palmeiras (SP) X CR Flamengo (RJ)
RESULTADO: Suspender por 02 partidas Leonardo Lima da Silva, Art. 254.

10- Jogo: SE Palmeiras (SP) X CR Flamengo (RJ)
RESULTADO: Suspender por 02 partidas Leonardo Lima da Silva, Art. 252.

11- Jogo: SE Palmeiras (SP) X CR Flamengo (RJ)
RECURSO: Manter suspensões de Leonardo Lima da Silva por 02 partidas, Art. 254, e 02 partidas, Art. 252.

12- Jogo: Cruzeiro EC (MG) x SE Palmeiras (SP)
RESULTADO: Absolver Diego de Souza Andrade, Art. 255.

13- Jogo: Cruzeiro EC (MG) x SE Palmeiras (SP)
RESULTADO: Suspender por 01 partida Lenny Fernandes Coelho, Art. 250.

14- Jogo: Cruzeiro EC (MG) x SE Palmeiras (SP)
RECURSO VOLUNTÁRIO: Novos julgamentos para Diego de Souza Andrade, Art. 255, e
Lenny Fernandes Coelho, Art. 250, a ocorrer.



GRÊMIO

1- Jogo: Goiás EC (GO) X Grêmio FBPA (RS)
RESULTADO: Absolver o atleta Leonardo Renan Simões de Lacerda, Art. 250.

2- Jogo: Grêmio FBPA (RS) X SC Internacional (RS)
RESULTADO: Suspender por 03 partidas o atleta Roger Galera Flores, Art. 258.

3- Jogo: Grêmio FBPA (RS) X São Paulo FC (SP)
RESULTADO: Absolver o atleta Leonardo Renan Simões de Lacerda, Art. 253.

4- Jogo: Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense (RS) x C.R. Vasco da Gama (RJ)
RESULTADO: Suspender por 02 partidas o atleta André Luis Leite, Art. 254.


----------------------------------------------------------------


RESUMO


PALMEIRAS
Episódio no banco dos réus: 14
Punições: 7
Absolvições: 4
Recursos: 3 (2 do Palmeiras, perdidos; 1 do STJD, ganho)
Jogos com suspensões: 12



GRÊMIO
Episódio no banco dos réus: 4
Punições: 2
Absolvições: 2
Recursos: -
Jogos com suspensões: 5



Lembramos que no mês de outubro, o Palmeiras já tem agendado mais 3 julgamentos: Kléber, Diego Souza e Lenny, sendo o de Diego Souza o Recurso Voluntário para revogar a absolvição que recebeu.

Lembramos ainda que ontem, pela primeira vez com um clube no Campeonato Brasileiro, o Grêmio teve deferido o Efeito Suspensivo ao qual deu entrada, e entrará em campo com seus jogadores suspensos até o julgamento do recurso - benefício jamais dado pelo STJD em favor de outro clube, em todas as 29 rodadas da competição.

O Grêmio agora alega que "poderá perder o Campeonato Brasileiro" porque 2 de seus titulares ficarão sem jogar até quase o término da competição, com as punições severas do STJD (já que as demais punições de 2 e 3 jogos não diferem das recebidas normalmente pelos demais clubes ao longo do campeonato). Lembramos ao Grêmio que um time que tem brio não depende de 2 titulares para ser campeão: o Palmeiras, entre junho e julho, passou quase um mês sem jogar com metade do time titular, onde teve partidas que chegou a entrar em campo com 7 reservas, devido às perdas que sofreu ora por lesões, ora pela CBF, ora pelo STJD. E nem por isso deixamos de correr atrás e chegamos à liderança do Campeonato Brasileiro.

Mas a grande questão é a que fica: "Palmeiras beneficiado pelo STJD"?.

É melhor construírem outro discurso, pois esse não se aplica ao time que mais esteve no Tribunal no ano de 2008. Enquanto isso, o "real beneficiado paulista" apenas assiste a tudo de camarote, eternamente intocável em seu trono.

E quanto à "grita" gremista contra o STJD: Bem-vindos ao clube. Clube no qual o Palmeiras é sócio desde a primeira rodada do Brasileirão.

Neste primeiro momento, fiz uma análise dos episódios no banco dos réus envolvendo Palmeiras e Grêmio, do início do Campeonato Brasileiro até o fechamento de setembro. Elevando a pesquisa para os 5 candidatos ao título, veremos que a defesa palmeirense de que não somos beneficiados - e de que na verdade somos perseguidos pelo STJD - vai ainda mais longe.

Segue o breve resumo desses episódios no Brasileirão 2008, junto com resultados favoráveis (absolvições e ganhos em recurso) e desfavoráveis (punições e perdas em recurso):


Palmeiras: 14 vezes
9 resultados desfavoráveis ao clube
4 resultados favoráveis ao clube
1 resultado favorável a ser revisto pelo tribunal


Grêmio: 4 vezes
2 resultados favoráveis ao clube
2 resultados desfavoráveis ao clube


São Paulo: 4 vezes
3 resultados desfavoráveis ao clube
1 resultados favorável ao clube


Flamengo: 4 vezes
2 resultados favoráveis ao clube
2 resultados desfavoráveis ao clube


Cruzeiro: 3 vezes
3 resultados favoráveis ao clube



Palmeiras foi o clube que mais foi indiciado pelo STJD (o triplo ou o quádruplo de vezes dos seus concorrentes) dentre todo o campeonato e o que mais sofreu punições do Tribunal. Se isso é ser "beneficiado pelo STJD", gostaria de saber o que seria um "Palmeiras prejudicado".

E o incrível é que agora que o São Paulo entrou no G4 na reta final, Grêmio e Palmeiras se encontram caçados pelo STJD no mês de outubro - o Grêmio com o absurdo que vimos nessa semana e o Palmeiras nos 3 julgamentos que estão por vir.

Mas apesar de tudo, os gremistas preferem continuar bradando que "Palmeiras é o maior beneficiado do STJD", ao contrário do que dizem os números absurdos do comparativo. Enquanto isso "o real beneficado" assiste a tudo, mais uma vez, de camarote, vendo gremistas e palmeirenses se comendo vivos, e o STJD caçando covardemente ambos.



Talvez quando o Grêmio perceber isso, será tarde demais e "Inês estará morta".



Compreendemos que o repudio gremista e o discurso de "favorecimento e compra" em benefício do Palmeiras surgiu com a absolvição de Diego Souza - jogando na lata do lixo toda a perseguição que o Palmeiras sofreu, sendo caçado pelo STJD em detrimento aos seus concorrentes.

Esta absolvição surpreendeu até os próprios palmeirenses, com estarrecimento geral à "mudança de comportamento do STJD perante o clube", numa inexplicável absolvição quando foi notório que o Diego Souza deveria ser punido até o último fio de cabelo.

Mas basta analisar um pouco mais a fundo o polêmico episódio desta absolvição, com tudo em torno dele em relação a benefícios e prejuízos - e sobretudo, a quem. Se é para criar "teorias da conspiração" como faz o Grêmio, o Palmeiras está com munição cheia:

Na mesma semana em que Diego Souza cometeu o ato, o São Paulo teve jogador em igual ação de violência e ato antidesportivo - Dagoberto, idêntica a de Chicão do Corinthians e cujo este último jogador recebeu 120 dias de punição no Tribunal.


O são-paulino nada sofreu. Sequer foi indiciado e levado ao Tribunal.


Mas Diego Souza, sim. Então como punir o palmeirense sem chamar atenção ao fato semelhante, na mesma semana? Absolve-se, então, e esconde-se o favorecimento ao outro beneficiado.

Mas isso gerou a imagem de "benefício ao Palmeiras". Então qual o próximo passo para o STJD se mostrar "imparcial"? Punir o Grêmio - e de maneira dura e jamais vista, como acompanhamos. Mas pela intensidade da punição do Grêmio, surge novamente a imagem da parcialidade.

Ora, mas Palmeiras será julgado logo a seguir, na próxima semana em 3 episódios. Um deles, para voltar à absolvição de Diego Souza - dessa vez, com o critério da mão de ferro aplicada ao Grêmio e já bastante longe, em semanas, da ação de Dagoberto.

Com isso, o STJD passa a ser o "imparcial" - com o martelo que bateu no Chico gremista batendo no Francisco palmeirense. Bate-se nos dois primeiros colocados do Brasileirão e deixa-se o São Paulo quietinho no seu canto, como está.

Maio, junho, julho, agosto, setembro:

Mesmo contando a "polêmica absolvição" de Diego Souza, o Palmeiras se vê 14 vezes sentando no banco dos réus e sofrendo 9 resultados desfavoráveis, enquanto vê todos os seus 4 concorrentes - juntos - sentando 15 vezes e sofrendo 7 resultados desfavoráveis.

Repito: "Palmeiras" 14 vezes, 9 reveses. "Todos juntos" 15 vezes, 7 reveses.

Outubro ainda não teve seu fechamento, e lembramos que ainda teremos 3 julgamentos palmeirenses e 3 recursos gremistas... Aí sim, ao final dos resultados de tudo isso, eles serão somados.

Os argumentos não foram para entrar no mérito da questão recente do Grêmio, se foi duro ou não (o que é já notório que as punições foram extremamente absurdas e nem mesmo os palmeirenses concordam com tamanha degola), nem quem foi "mais" ou "menos" prejudicado. Foram para defender o Palmeiras das amplas e infundadas acusações gremistas de que "o Palmeiras é o grande beneficiado do STJD e comprou o campeonato".

Não, não somos... Os números do Palmeiras no STJD e seus reveses estão aí, e a soma de todos os seus concorrentes diretos também - para todo mundo ver, gremistas ou não. E falar isso justamente do time cuja balança, somando todos, sequer dá igual, é não admitir que chegamos onde chegamos com as nossas próprias pernas - e nesses 5 meses, nós sim, "contra tudo e contra todos".

Mas nem por isso, nesse meio tempo até aqui, choramos aos quatro ventos midiáticos: não somos "vítimas", somos guerreiros. E no campo, não temos medo.






Precisa de mais alguma coisa?

Jogaço







Que jogão, hein!

O jogo de ontem me lembrou as eletrizantes partidas das Libertadores 1999 e 2000. Meu Deus que adrenalina.

Não vou me atentar muito ao jogo, pois já passamos do prazo de validade. Queria salientar a raça do time e o desempenho em especial do Kleber. Mas vamos aos poucos...


Começo

O time começa bem, ligado, perde um gol com o Alex Mineiro e em seguida vê um penalty contra. Meu filho Léo Lima, o que acontece com você!? Cadê o Leo Lima do Paulistão? Não sei o que acontece e não quero ser injusto. Mas só te digo uma coisa: se você pensa que seu contrato já está garantido, e vai fazer corpo mole, vai à merda. Vai embora do clube, para nunca mais voltar! Agora se os problemas forem outros, fica aqui o total apoio do Carcamanos a você.

Espero que nunca mais repita uma atuação dessa com a camisa do Palmeiras.

Voltando ao jogo, perdendo de 1x0 o time se portou bem em campo e só não virou (aliás até por um placar largo) porque o goleiro de hoquéi estava numa tarde inspirada, dizem que desde o mundial de clubes de 2005. Isso que é goleiro, hein! Média de um jogão a cada 3 anos uhahahau

Faz-me rir!

No fim do primeiro tempo veio o balde de água fria. O sr. Loe Lima erra um passe bizonho e o Dagoberto aproveita (já que ninguém chegou junto nele) e faz o 2º.

Mudanças

No começo do segundo os bambis tiveram a chance de matar o jogo, mas vacilaram. Vacilaram num clássico, assim é mortal! Palmeiras com Kleber (mais abaixo comentário a
baixo) e Leandro conseguiram empatar a peleja. Conseguindo um ponto num jogo praticamente perdido. Parabéns a raça imensa do time e, acima de tudo, a torcida maravilhosa que apoiou os 90 minutos sem parar.


Kleber


Se a diretoria pedir para os torcedores ajudar a comprar o passe desse garoto, eu serei o
primeiro a doar a verba. Que belíssima contratação. O que ele jogou ontem foi algo absurdo, me lembrou aqueles jogos do Edmundo contra a gambazada. Kleber fez de tudo no jogo e ainda deixou o seu e quase deixou mais uns outros. Por favor, diretoria arrangem logo os 4 milhões de dólares restantes para ficarmos com o Gladiador para a Libertadores. E vê se usem mais a imagem dele como ídolo (não sei se é ou não) no marketing, isso com certeza está arrecadando bons números de bufunfa.




Agora, ver o goleirinho ajoelhado não tem preço, hein!

Aleluia, irmão!






E não é que existe vida pós Mumu! Hoje, o portal UOL publicou a seguinte bênção



Após problemas, Palmeiras não renovará com empresa de ingressos

O Palmeiras não irá renovar o contrato que mantém com a BWA, empresa responsável pela confecção e venda de ingressos dos jogos do time alviverde. O acordo entre as duas partes termina no fim deste ano, e o clube enviou uma carta à companhia nesta semana informando a sua decisão.

[...]

Pelo acordo atual, o Palmeiras destina 10% da renda bruta de todos os seus jogos para a BWA, o que, na última partida, representou R$ 71,3 mil. O UOL Esporte apurou que a proposta da Ticketmaster é nos mesmos padrões, enquanto a Ingresso Brasil ofereceu um contrato de R$ 43 mil mensais, sem qualquer relação com as receitas dos jogos.



Pode comemorar palmeirense, os tempos de transtornos podem estar terminando.


Podem?


Só dou o ponto final sobre o assunto quando ver a bagaça em funcionamento, em pró é claro, daqueles que realmente importam: nós, torcedores!

O que fazer nas semanas sem jogos do Verdão!






Caros Carcamanos, o jogo de quarta passada ainda circula em minhas veias. Não poderíamos ter perdido aqueles 2 pontos. Mas, a bagaça já foi de qualquer forma para o saco!


Domingo completará mais de 10 dias sem jogos do Palestra, e esses dias estão se tornando um martírio para esse fanático aqui. Por isso, esquecendo um pouco do que a imprensinha se contenta em inventar e tumultuar fui fazer uns afazeres que estavam me perturbando a tempos. Isso, sair com meus amigos, freqüentar o clube do Palmeiras, beber com os amigos é o melhor que pude fazer nesses dias sem o Verdão e com jogos da SeleNike.

E vocês, meus caros o que recomendam fazer nesses dias de sofrimento? Aqui vão umas sugestões:


- arrumar o quarto
- consertar o telhado
- arrumar o fio do telefone
- ir ver aquele filme "cult" com a namorada
- levar o cachorro para passear
- arrumar a coleção de cds
- renomear a coleção de mp3s: Nome do Artista - Nome da Música invés de Nome_do_Artista - Nome_da_Música
- arrumar as xerox da faculdade largados num canto
- lavar aquela camisa do Verdão que já passou por tudo, inclusive chuva
- ligar para algum Call Center para reclamar de algum serviço que você adiava por falta de tempo
- formatar o computador que você também adiava a anos
- ver sua série favorita que você comprou, mas não tinha tempo para vê-las



Mandem suas sugestões!




Ps.: parabéns ao Rafael do Palmeiras Let's Gol que conseguiu achar uma verdadeira raridade da história do Palmeiras. A música Tarantela em Verde e Branco do Silvio Caldas é uma grande homenagem à instituição Palmeiras. A letra é linda a melodia, então, é cativante e harmoniosa. Fica na cabeça para sempre. A letra é curta e valeria a pena uma visão diferenciada das organizadas para que a transformassem numa "canção de estádio".

Segue aqui o link do post e do áudio.

Parabéns ao Mondo Palmeiras pelo 100º programa






Caros Carcamanos, só quem tem um blog/site da mídia palmeirense sabe o quanto é difícil tocar essa empreitada sem nenhum/muitos recursos. O que nos move em parte é o amor pelo clube, a raiva que sentimos pela imprensinha e a fama, isso mesmo meus amigos a fama que isso nos proporciona. Afinal, quem seria a Dani Malacrida, Raul Bianchi, Flávio Canuto, Fabian Chacur, Rafael Evangelista, Tiago (até hoje nem sei quem é), Raphael, Ademir, Kleine e muito outros. E por que não o Pharinha aqui e todos do Carcamanos!


Portanto, para vir de encontro a palhaçada da semana passada com o Cruz de Savóia viemos aqui demonstrar nosso total agradecimento e parabéns ao Mondo Palmeiras pelo 100º programa. E para celebrar mais esse novíssimo programa os marmanjos (mais a belíssima Dani) nos trouxeram o senhor Evair Aparecido Paulino.



Nada mais nada menos que o Evair, o matador!


Vale muito a pena dar uma conferida e prestigiar esse brilhante programa com um magistral atacante da Sociedade Esportiva Palmeiras.







Parabéns mais uma vez a todos do MP e obrigado Evair por tudo que você nos proporcionou!

Sumiço de blog, empatizinho péssimo e crise de existência






Antes de mais nada gostaria de deixar aqui meu repúdio ao Blogger que retirou do ar o Cruz de Savóia do meu novo amigo (apesar dele achar que não existo). No Blogger alegaram que a página tinha sinais de "blog-spam" e precisa ser averiguado por "alguém que vai analisar o conteúdo".

O Rapha disse em um comentário no Forza Palestra uma coisa que concordo totalmente: "Como já deixei registrado em alguns blogs: é como se te matassem por ser suspeito de um crime, para depois abrir investigação".

Esse é o Brasil tsc tsc lamentável.

Fica aqui minha mensagem de apoio, juntamente de todos do Carcamanos (existentes ou não hehe) ao Raphaelo, e que ele consiga reaver se blog ou que continue em outro domínio.


------------------------------


Sobre o jogo


Só de se comemorar a mais uma ótima atuação do Kleber e uma maior participação dos laterais no esquema do tio Luxa. Enfim, os laterais foram para o ataque, mesmo que tenham perdidos dos gols ridículos (né, sr. Elder?) ou cruzado pessimamente.

Foi um jogo pegado, que em momentos ficou horrível, lembrando aquelas várzeas de fim de semana.

O Kleber pode ser punido pela suposta cotovelada, mesmo que o jogador o tenha perdoado e dito que foi normal e sem maldades.

Agora o que de fato acabou com a minha noite: por que em jogos assim, onde a lógica diz para arriscar chutes de fora da área, os jogadores do Palmeiras, mesmo os que chutam mal não arriscam? Por que jogadores como Diego Souza, Martinez, Léo Lima dito como excelentes chutadores não chutam ou quando chutam mandam longe do gol? Falta treinamento? Se eu não me engano meu pai sempre disse que chute para o gol é fundamento clássico do futebol, assim como passe de bola (né, sr. Léo Lima?)

Todos lá cima da tabela ganharam (com exceção do Flamengo que joga sábado) e agora nos jogou uma pressão no clássico contra os Bambis. Não sei se é boa essa pressão, mas fo importante para não se criar um clima de oba oba, aí leva um pemba do time do Jardim Leonor e o time, como adora fazer nos últimos tempo, desce a ladeira.

Todos sabemos que o tio Luxa adora esse tipo de jogos e dificilmente deixará o time molenga em campo.

É esperar para ver

-----------------

Piada do ano

Bosco alega que cores não combinam, não troca uniforme e pode ser suspenso

Para Elmivan Alves Andrade, quarto árbitro, goleiro agiu de 'má vontade'


[...] "Antes do início da partida, fui ao vestiário das equipes... / Ao solicitar ao goleiro da equipe do São Paulo que trocasse seu uniforme de cor preta (camisa, bermuda e meia) pelo uniforme de cor azul (camisa e bermuda), este disse que não iria trocar, pois não iria combinar camisa azul, calção azul e meia preta", diz o texto assinado pelo quarto árbitro. [...]


Pelo amor de Deus, hein menina! Não combinaram as cores? De fato, eu como mulher e entendedora concordo que não é a melhor das opções acima.


Mas, só me responda uma coisa: Você está lá para desfilar ou jogar futebol?

Como assim não existo!?







Fiquei sabendo por um passarinho bêbado que o senhor Raphaelo disse que eu não existo e sou fruto da cabeça oca do sr. Pharinha.
Meu querido Raphaelo, queria te dizer que nao só exito como estou te mandando um big beijo.

No próximo encontro da mídia palmeirense vê se me convida, né!

Domingo no parque






"Chegou fim de semana todos querem diversão
Só alegria nós estamos no verão, mês de Janeiro
São Paulo Zona Sul
Todo mundo a vontade calor céu azul
Eu quero aproveitar o sol
Encontrar os camaradas prum basquetebol"




A semelhança com a música do Racionais pára por aí. Aliás, essa introdução com os jogos do Palmeiras estava preparando a um tempão, mas a falta de vontade, a falta de tempo (desculpa, pois sou universitário, logo...) e de imaginação estava me atrapalhando. Enfim ela saiu...

A semelhança termina no basquete, porque será!? Mas, sábado com cara de domingo foi sensacional a começar que fui no jogo e não paguei nada. Como? Fiquei importante, o sucesso subiu a cabeça? Sou VIP?


Porra nenhuma!



Aqui vão os relatos que começam no jogo contra o Vasco (2x0):

Neste domingo em questão pensei e fui de manhã na loja da Nike (lá na Lapa) onde vende coisas 'baratas' e acabei comprando uma linda blusa de frio do Juventus de Turim, de lá voltei ao Palmeiras comprei meu ingresso, almocei no Shopping Bourbon e peguei um cineminha, afinal o jogo era só as 18:10.

Por que tudo isso? E se eu perguntasse se tudo isso fosse só em um lugar? Isso é a idéia posto em prática da Arena do Palmeiras. Como? Isso mesmo meu filho tapado. Logo logo você poderá fazer tudo isso em um só lugar. Seria perfeito, pois, só nessa brincadeira gastei mais de 5 reais em passagens (sim, sou mão-de-vaca - lembram que sou universitário!?)

E o que é melhor é que todo esses gastos seriam de uma forma ou de outra direcionada ao Palmeiras. Isso não é fundamental para se tornar um time grande e independente!?

Enfim... é isso!



Voltando ao sábado com cara de domingo, acordei meio-dia, fui até o clube e não havia mais ingressos, entrei no clube, afinal sou sócio (chupa! sou sócio do interior - bela merda) e tinha acabado os ingressos do Palmeiras e fui obrigado a comprar para a torcida adversária. Comprei para não perder o jogo por nada.

Até aí eram menos de 2 da tarde e fui para o bar alviverde esperar o pessoal da comunidade do Orkut, mas, não tinha ido antes e não encontrei ninguém de lá. Porém, encontrei os senhores Ademir e Raphaelo do Forza Palestra e Cruz de Savóia, respectivamente (acho tão bonita essa palavra). Parei e só sai de lá as 15:30. Por que? Ah! pela amizade é claro. O fato de ter 50 reais pago em cerveja foi só conseqüência. Aproveito para agradecer pelas bebidas, a próxima é por minha conta (se o dinheiro existir pra isso hehehe).

Depois da bebedeira (estava precisando para extravasar um problema sério meu, não resolveu, mas bebi mesmo assim) fui adentrar na torcida adversária. Aí que fode a biela de vez.

O FDP dos PMs não deixou ninguém entrar com a camisa do Palmeiras. Claro que vocês vão dizer que lógico que não, afinal é torcida adversária. Contudo, quem não conhece sabe que a torcida do Galo é parceira da Mancha e outras organizadas. Tanto que estava bebendo do lado de vários integrantes deles.

Fui obrigado a vender meu ingresso por 30 reais, meti a faca na cara do cambista se fodeu, iria beber com o dinheiro dele ou seu. Tanto faz!

Fui ao clube preparado para ver o jogo na tv de plasma, já que os vagabundos dos cambistas (sim, eles são vagabundos mesmo comprando meu ingresso pelo dobro do valor) estavam cobrando 80 pilas pelos ingressos dos Verdão.

Foi aí que eu encontrei meu agora melhor amigo Téo e uns camaradas que não sei os nomes. Eles tentaram e conseguiram graças a um erro de uma catraca me por para dentro do jogo.

Sobre o jogo, vocês já leram, viram e ouviram de tudo em outros sites. Após o jogo fomos beber mais no bar do clube e lá tive a chance de conhecer César Maluco e o Kleber Gladiador. Aliás, para este último eu mandei um grande abraço por parte da torcida palmeirense e pedi para ele honrar o manto que ele se consagra como ídolo do clube. E a resposta dele foi: "pode deixar que farei tudo que estiver ao meu alcance"

Depois do bar, da zoeira e mais álcool fui ao shopping e vi um filme.

Estou me preparando para quando a Arena estiver pronta. Só espero que os botecos sejam acessíveis a todos, senão volto a Bar Alviverde e continuo bebendo na rua!

Aberto a temporada de caça








Parem as máquinas!


Não! Você ainda não viu tudo no futebol...



É a primeria vez que eu gasto meus 23 + 1 anos de idade (porque 24 é coisa de bambi. E sim, eu vejo futebol desde o útero) para presenciar algo inédito nesta minha vidinha. Pela primeira vez meus olhos irão presenciar um julgamento ser refeito três vezes. E o que é pior, o cara nem é réu! Ou seja, em foi expulso, nem agrediu ninguém... aliás, agrediu sim: a moral do esporte brasileiro.



Leiam a porção de vômito que o STJD nos preparou para esta reta final do Brasileirão 2008.


Diego Souza: Procuradoria recorre Além do meia, Lenny também voltará ao STJD para julgamento do Pleno


Na liderança do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras terá Diego Souza e Lenny sentados no banco dos réus do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) mais uma vez. Insatisfeita com a decisão da Segunda Comissão Disciplinar, que absolveu o meia e puniu o atacante em uma partida, a Procuradoria recorreu do julgamento dos atletas nesta sexta-feira, dia 3 de outubro. O Recurso Voluntário será julgado pelo Pleno do STJD, ainda sem data da sessão definida.

Em julgamento da última terça-feira, dia 30 de agosto, Diego Souza foi absolvido por maioria de votos, após ser flagrado em vídeo da partida contra o Cruzeiro, no Mineirão. Na imagem, pôde ser visto que, em jogada próxima à linha lateral do campo de defesa do Cruzeiro, quando estava com a posse da bola, o meia atingiu com a mão direita o rosto de seu adversário. Pela infração cometida, Diego Souza de Andrade respondeu ao artigo 255 (Praticar ato de hostilidade contra adversário ou companheiro de equipe) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que prevê suspensão de uma a três partidas.

O outro jogador do Verdão que também será julgado pelo Pleno é o atacante Lenny. Em decisão também da Segunda Comissão Disciplinar, o atleta teve sua pena desclassificada do artigo 254 (Praticar jogada violenta) do CBJD, que prevê suspensão de duas a seis partidas, para o 255 do CBJD, sendo apenado em uma partida. O atleta respondeu por ter sido expulso, com a apresentação do segundo cartão amarelo, recebido por ter atingido seu adversário com um carrinho na canela.

Com isso, o clube terá que defender os atletas mais uma vez. Caso seja dado provimento ao Recurso, Diego Souza pode ser punido de uma a três partidas e Lenny, de duas a seis. Líder do Brasileiro, com os mesmo número de pontos que o segundo colocado, Grêmio, o Palmeiras segue como candidato ao título.
Fonte: STJD




Perceberam a palhaçada!?

Aliás, cá entre nós, eu gostei muito da foto do Lenny com cara de bêbado e do Diego Souza com cara de assustado. Isso que é uma bela imagem. Se o STJD quisesse eu tenho aqui umas fotos de uns jogos com os atletas em campo e poderia disponibilizar na maior boa vontade.



Agora só nos resta advinhar a que animal, da fauna do G4, favorece tal decisão. Será que é para os urubus, raposas ou para os veadinhos silvestres?


Com isso, meu médico continuará ganhando meu suado salário a cada semana, afinal, haja consultas que sanem Painel FC, Folha, Lance, STLD, Time do Jardim Leonor...



Aguardem, caros palmeirenses, que a onda de loucuras futebolísticas ainda não acabaram. Que San Genaro esteja conosco, já que o papa e a CBF são cariocas!

JUMAAAAAAAR, o Noé alviverde!






A ira do Senhor derramou um verdadeiro dilúvio no Palestra Itália na noite de ontem.
Vimos como os pobres mortais lutavam a morte pela sonhada vaga, e pecavam na falta de objetividade. Sem Diego souza, o time se mostrou sem referências ofensivas, quebrando o galho com Denilson, que debaixo de chuva é pior que Felipe Massa nas pistas.


Com Sandro Silva expulso, a luta parecia perdida, e muitos já esperam o final pré-escrito de David e Golias, mas David não soube aproveitar e se intimidou pelos poucos torcedores fanáticos que não paravam de cantar, sequer debaixo da chuva.


O Palmeiras foi criando oportunidades, mas sentiu a falta de um finalizador como é Alex Mineiro.


Foi então que brilhou a luz de Wanderley Luxemburgo, que recuou Martinez e tirou Denilson, que foi substituído por Evandro, o que deixou Diego Souza, que entrara no segundo tempo junto com Kleber, mais livre.
Kleber que, por sinal ficou literalmente "na banheira", preso pelo pesado campo do Palestra.


E, foi numa sobra de bola, que JUMAAAAR levou a melhor, e com oportunismo marcou o que seria o gol da vitória do Palmeiras, selando a classificação para a próxima fase.


Se no primeiro tempo, JUMAAAAR foi o Judas da equipe, deixando a desejar em muitos momentos, no segundo teve uma atuação digna de Sansão. Errou, mas se redimiu. Com uma ajuda divina foi o profeta alviverde.


E no último minuto do jogo, que conseguiu salvar o palmeiras de um lance estranho, no qual o goleiro Bruno saiu igual o Marcos na final do mundial de 99, se antecipando e mandando para escanteio. (errata: quem salvou o gol foi o lateral Leandro)


E assim termina o capitulo nº 1 do livro de Provérbios sul-americanos.